Um pouco de minha história gestacional

Em dezembro de 2005, descobri que estava grávida. Foi um susto, mas uma surpresa muito grande também. Fiz um plano de saúde para gestantes, pois não tinha Plano de saúde, para minha falta de sorte. É que eu tinha a extinta Admed e, quando soube da gravidez, fazia poucos meses que a mesma havia falido.
Bom, ocorre que eu fiz o meu pré-natal como deve ser feito, mas, desde o início da gestação, eu apresentava complicações: descolamento da placenta e ameaça de aborto. Vivia entrando em licença médica, a qual era de 5 em 5 dias. Daí, voltava a trabalhar.
Tomei remédios que o médico julgou necessário, mas, em abril de 2006, eu estava com 22 semanas e 1 dias de gestação, eis que apresento muito sangramento.
Fui ao meu obstetra que me mandou fazer repouso absoluto e disse que, se dentro de uma semana o sangramento não parasse, eu deveria procurar o IMIP - Instituto Materno Infantil de Pernambuco - pois o plano não cobria gravidez de alto risco, que era, aparentemente, o meu caso.
Fiquei horrorizada! Esperar uma semana? Eu sangrava muito...
E só agora vem me dizer que o plano não cobre gravidez de alto risco?
É claro que eu não ia imaginar que esse seria o meu caso, na hora em que fiz o plano, mas, ao começar com os problemas iniciais, o médico já deveria ter me avisado, daí eu partia para outro plano, ou não?
Não deu para esperar uma semana, dois dias depois eu me contorcia de dor. Onze da noite e eu sofrendo de dor, contrações.
Fui à emergência do meu hospital do meu plano, mas o médico plantonista me encaminhou para o IMIP, mesmo.
Cheguei lá de meia-noite e um pouquinho, com dilatação total.
Fui atendida por uma médica excelente, a doutora Flávia Gusmão, que, pacientemente e com muito tato, me disse que, infelizmente, ela não poderia mais fazer nada pelo meu nenem, pois a dilatação já estava muito avançada, se talvez eu tivesse ido antes...
Chorei demais, sofri demais...
Ela me disse que eu tinha "incompetência". Foi a primeira vez que ouvi falar nisso.
Na hora me senti arrasada. Fiquei pensando: "Eu sou incompetente?!? Como assim? Eu não tenho competência para ser mãe, ou para engravidar? Como é isso?"
Daí a doutora Flávia me disse que eu tinha um pequeno problema que me fazia abortar, mas que o bom foi que isso foi descoberto na primeira gestação, ao invés de sofrer duas ou três perdas, como muitas mulheres, antes de se descobrir de fato o problema. E disse que eu ficasse tranquila, que engravidasse dentro de 3 meses novamente e voltasse para ela.
Três meses? Onde é que eu ia ter cabeça para engravidar em 3 meses??
Em outubro daquele mesmo ano fiz um exame minucioso, a Histeroscopia, onde foi constatado que eu tinha mesmo a tal IIC.
Fiz um plano de saúde, procurei pela doutora Flávia, mas ela não estava em meu plano. Tudo bem, pensei, outros médicos competentes existirão, e já sabendo do meu caso, ficará mais fácil me tratar.
Em agosto de 2008 me descobri grávida novamente. Corri pra médica que estava me acompanhado desde que eu fiz o novo plano e iniciei o meu pré-natal. Eu sabia que quando chegasse ao 3º mês deveria fazer uma "cerclagem". Mas a minha médica não julgou necessário. Disse que pela ultrasson avaliaria a dilatação do colo do meu útero, que fazer uma cerclagem sem necessidade era até pior, eu poderia vir a perder o nenem e correr o risco de hemorragia, caso o meu organismo não se desse bem com a linha da costura. E ainda acrescentou que eu havia perdido o nenem porque eu tive infecção renal, e isso provoca aborto, parto prematuro... Acreditei, realmente eu vivi a minha gestação toda com infecção urinária... E, como ela dizia que quem sofre de IIC não sente as dores do parto, simplesmente o bebê pode "sair a qualquer momento", e eu passei por todas as etapas, desde as contrações a ficar 9 horas em trabalho de parto, depois tendo que tirar leite e tudo, pois meu peito estava cheio de leite... eu não tinha IIC.
Em janeiro de 2009, com 21 semanas e 3 dias de gestação, passei por tudo de novo... Sofri outro aborto, e a médica veio, ridicularmente, me falar: "É, você tem mesmo IIC". Quase que eu parto pro pescoço dela naquela hora! Ela não deu a mínima para tudo pelo o que eu passei anteriormente, nem quis ver o resultado da Histeroscopia... Fiquei arrasada.
Nenhum organismo reage da mesma forma que o outro, nenhuma mulher tem o mesmo organismo da outra, os sintomas que uma tem ao apresentar IIC podem diferir em alguns pontos para outra mulher; mas todas sofrem perdas gestacionais antes da 23ª semana, o colo se dilata rapidamente e só descobrem após o 2º ou 3º aborto espontâneo e inevitável... (Carolina, uma amiga, disse que é um horror ver que têm médicos que não cumprem o juramento que fizearm de lutar para salvar vidas, esquecendo-se de seu real compromisso com a medicina. É verdade, essa é a verdadeira descrição para os dois médicos que passaram em minha vida: esquecem-se do real compromisso com a vida!
Foram egocêntricos, ao acharem que sabiam de tudo; foram gananciosos, ao atolarem o consultório de gestantes e mal ter tempo de bem atendê-las; foram omissos, ao verem o problema na cara e "esperar" pra ver no que ia dar!
Nenhum deles, em momento algum qd comecei a ter complicações na gravidez, fez um toque, o simples toque que o médico faz na gestante, para sentir o meu útero. Se isso fosse feito, descobririam a flacidez do meu colo e evitariam que o mesmo se dilatasse, pois fariam logo a cerclagem.
Mas... é como diz a minha mãe: "Tinha que ser assim. Deus os fez incompetentes na hora de lhe atender, porque ainda não era o momento..."
Embora perder meus nenens tenha doído (e ainda doi) bastante, eu prefiro seguir o raciocínio de minha mãe. Afinal, tudo acontece quando Deus quer, e não cai uma folha de uma árvore sem o consentimento dEle).

Em março de 2010, me descobri novamente grávida!!! Smile
Apesar do desespero inicial (medo de perder novamente, medo de passar por toda dor e sofrimento de novo, medo e medo), fiquei muito feliz com a notícia! Um bebê! Deus estava me abençoando, mais uma vez, com um anjinho. E, desta vez, eu senti dentro de mim que seria pra valer!
Primeiro passo, após confirmar com um exame de sangue e uma ultrasson, foi procurar a doutora Flávia Gusmão, em sua clínica particular.
Inacreditavelmente, e para minha felicidade, ela me reconheceu! Poxa, que memória fantástica! Foi em 2006 que eu fui atendida por ela e são tantas que ela atende...
Bom, após contar toda a minha história gestacional, ela disse: "Vamos fazer uma cerclagem, pois você, sem sombra de dúvidas, tem IIC, não era necessário passar pela segunda perda!"
Após fazer todos os exames iniciais de pré-natal, preparei-me para a minha cerclagem.
Foi um procedimento rápido, em 23 de abril, com 12 semanas de gestação.
Confesso que eu estava morrendo de medo. Fui sedada, tomei uma raque, mas não dormi, a médica me manteve acordada durante a costura. Em menos de 20 minutos eu estava de volta para o meu quarto.
Ela disse que provavelmente eu sangraria, mas isso não aconteceu.
A doutora ficou muito satisfeita com a minha cirurgia, disse que foi um sucesso, que os pontos ficaram bem firmes e bem pra cima. Bom, quanto a isso eu não compreendi muito no momento, mas depois entendi que é de acordo com o tamanho do colo do útero
Entrei no hospital (Real Hospital Português) na sexta-feira 23 de abril e saí no domingo, 25 do mesmo mês, pela manhã. Não senti dores, apenas umas colicazinhas quando o efeito da raque passou.
O repouso, no geral, é absoluto. Não subir nem descer escadas, não se abaixar, não empurrar móveis, não pegar peso, faxina nem pensar, ficar deitada e, de preferência, de pernas pro ar!
Há mulheres que, com 15 ou 30 dias, voltam a trabalhar. Isso depende muito de mulher para mulher, de médico para médico.
No meu caso, a médica me afastou de todas as atividades profissionais, visto que a minha incompetência é muita. O meu colo é mais frágil e se dilata com muito mais facilidade, muito antes do tempo. Também, porque como eu perdi dois e passei por duas curetagens, o colo fica ainda mais frágil!

No dia 03 de agosto de 2010, comecei a sentir umas coisas estranhas, minha vista tava turva, eu tava vendo bolinhas coloridas, pontinhos brilhantes e pretos também... meu lada esquerdo estava dormente, tava com muita ânsia de vômito e dor de cabeça... Liguei pra minha médica que me disse: - Ah, não, Carlene. Por favor, não vá me dizer que você está com pré-eclampsia?
Meu Deus... Isso foi um baque!
No dia seguinte, como ela mandou, fui ao seu consultório, fiz um monte de exames de sangue e de urina que ela solicitou, minha pressão, que sempre fora 11x7, já estava em 13x9. Ela me passou Metildopa.
Na sexta-feira 06, peguei os resultados do exame e liguei para ela. Ela me disse: - É, Carlene. É mesmo Pré-eclampsia. Vamos aumentar a dose do medicamento. A partir de amanhã você vai passar a tomar Fragmim e vamos tentar segurar essa gestação até 03 de setembro, que é quando você estará com 7 meses e o bebê mais forte para uma sobrevida fora do útero...
Mas... não cheguei nem a tomar Fragmim... Na madrugada do dia 07 de agosto, às 3h, eu acordei com uma insuportável dor de estômago, muita dor, muita dor, muita dor mesmo.
A princípio pensei ser gases, mudei de posição e a coisa só aumentava...
Tive que chamar meu marido, eu já não aguentava mais.
Ele ligou para a médica e ela mandou que eu fosse imediatamente para o hospital, para o IMIP, disse que lá eles saberiam como conduzir a situação e que ela estaria a caminho.
Cheguei ao hospital e a minha pressão estava a 19x14, e a dor no estômago era insuportável!
Fui internada no pré-parto, medicada e adormeci.
Minha esperança, novamente, era de chegar até 03 de setembro, imaginei que ficaria internada até essa data.
Mas, qual não foi minha surpresa - e medo - quando a médica plantonista disse que meu exame de sangue deu as taxas todas alteradas e a minha gestação teria que ser interrompida, eu teria que ser submetida a uma cesária, porque caso esperasse mais, eu entraria em coma, e o meu nenem viria a óbito... Meu organismo não aguentaria mais tempo.
E quando me abriram, viram que a minha placenta já estava descolando... E a médica me veio com a seguinte frase: - Carlene, você teve Síndrome HELLP!!!
Aff, e que danado é isso???
Além de pré-eclampsia, essa Síndrome?
Foi tudo providencialmente a tempo...
Ouvi o chorinho do meu nenem... Que emoção, no meio de tanta aflição, pavor, medo e dor, ouvir o chorinho dele foi a melhor coisa da minha vida. E eu chorei...
Na hora da costura, o sangue não queria estancar, então eu demorei mais que o esperado no Bloco cirúrgico, perdi muito sangue e fiquei anêmica...
Meu nenem seguiu para a incubadora, na UTI Neonatal e eu fui para a UTI também.
O teste de Apgar dele deu excelente, a nota foi 9/9!
Apesar de ter visto o meu nenem rapidamente, antes dele seguir para o berçário, eu só vim mesmo conhecer o meu filhote dois dias depois, quando eu consegui me levantar da cama, pois eu ficava muito tonta ao tentar me levantar.
Ele me deu uns sustinhos, passou por alguns procedimentos, mas hoje ele está muito bem, com a Graça de Deus. Passou 77 dias hospitalizado.
Ele, que nasceu com 1020 kg, caiu para 925 g, hoje (abril de 2012) já está com 11kg e 300g, 1 ano e 8 meses, lindo, saudável. forte, sabido!

Este ano de 2012, novamente grávida... Hoje, momento em que escrevo esta página, 27 de abril, estou com 16 semanas e 3 dias, e 10 dias de cerclada... Rezando para dar tudo certo!

Bom, atualizando a página, minha gravidez foi um sucesso e hoje, 24 de março de 2013, estou feliz, plena e realizada, com minhas duas bênçãos. Meu Heitor, com 2 anos e 7 meses, e minha Heloísa, com 6 meses completos ontem 23.
Sim, deu tudo certo!

Reatualizando a página:
Hoje, 14 de janeiro de 2014, estou grávida pela 5ª vez, cerclada pela 3ª e esperando mais um menino! Estou de 27 semanas e 2 dias, muito mais confiante e esperançosa, pois sei que, apesar de minha "incompetência", sou capaz, muito capaz de gerar e parir filhos lindos e saudáveis, com a bênção de Deus!

30 comentários:

  1. Ana Carolina02/07/2012 23:55

    Boa noite! Fiz cerclagem também com 14 semanas, hoje estou com 24. Estou de repouso total, sem poder levantar da cama! Com quants semanas seu g
    Filho mas eu? Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, boa noite. Parabéns pela gravidez e sucesso no seu repouso. Paciência, metade do caminho já foi percorrido. Está mais perto que longe, agora! Acho que você deve ter perguntando com quantas semanas meu filho nasceu, não foi isso? Ele nasceu de 28 semanas, mas não foi por problemas com a cerclagem, que, por sinal, estava bem firme. Foi porque eu tive pre-eclampsia, minha pressão subiu muito e a gestação teve que ser interrompida, senão morreríamos ele e eu. Mas nesta agora, estou tomando medicamentos para mantê-la sobre controle.
      Volte sempre para contar as novidades! ;)

      Excluir
  2. Sinto muito por suas perdas anteriores e parabéns pelo bebezao.Amanhã saberei se terei que fazer a cerclagem, estou com muito medo de acontecer algo com meu bb. É seguro esse procedimento?

    ResponderExcluir
  3. Mil perdões, "Anônima", pela demora em respostar o seu comentário!
    É sim, seguro, mas, como em qualquer cirurgia, pode haver algumas reaçõezinhas, depende do organismo.
    Bom, você já deve ter feito a sua, ou não?
    Vem contar! Prometo não demorar a responder! ;)

    ResponderExcluir
  4. CARLENE QUE BOM ACHAR VC AKI. EU TB TIVE HELLP SINDROME COM 32 SEMANAS E 7 DIAS ISSO EM 2010. GRAÇAS A DEUS EU E MEU BEBEZÃO ESTAMOS BEM.COMO FOI A SUA ULTIMA GRAVIDEZ DEU TUDO CERTO? ENTÃO, TENHO VONTADE DE TER OUTRO FILHO SIM MAS TENHO UM POUCO DE RECEIO. IMAGINO QUE VC SABE OQUE EU ESTOU SENTINDO NÉ? AGUARDO ANCISOS A SUA RESPOSTA. ABRAÇOS. DEUS É MAIOR DO QUE TODAS AS COISAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, "Anônimo"... Como eu gostaria de saber o seu nome...
      Bom, eu sei bem o que essa ansiedade e esse medo que estás sentindo, eu tive o mesmo e, até ultrapassar as 28 semanas, que foi quando eu tive o problema em 2010, eu não estava segura.
      Porém, essa minha gravidez foi muito mais tranquila, tomei heparina sódica e buferim cardio desde que o beta deu positivo! Eu mesmo estava mais tranquila e confiante. E deu tudo certo! Helô nasceu de 37 semanas e 5 dias! ;)

      Excluir
  5. OI CARLENE ENTÃO QUE BOM QUE DEU TUDO CERTO E QUE A HEÔ NASCEU. PARABÉNS!!!!!ASSIM FICO CONFIANTE DE QUE A MINHA GRTAVIDEZ SERÁ TRANQUILA POIS ESTOU QUERENDO TER MAIS UM FILHO. SE DEUS QUISER ESTE ANO VOU ENGRAVIDAR. ENTÃO, VC TEM E-MAIL OU FACEBOKK SE TIVER ME PASSA QUE EU ADICIONO VC AI PODEMOS TROCAR EXPERIENCIAS. MUITO FELIZ POR VC. ABRAÇOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, "Anônimo", desculpe demorar a responder. Mãe de 2 bebês não é fácil, às vezes não tenho tempo nem pra mim! Rsrsrssss
      Sim, eu tenho Face, me dá o teu nome que eu te procuro lá, pois não tem a opção de me convidar, mas de me seguir!
      Se Deus quiser, você terá o seu outro filho numa boa. A sua gravidez foi de risco?
      Volta para contar a experiência!
      Abrações.

      Excluir
  6. oi eu quero tirar duvida com vc tem face...

    ResponderExcluir
  7. Oi, Flaviane, desculpe demorar a responder. Mãe de 2 bebês não é fácil, às vezes não tenho tempo nem pra mim! Rsrsrssss
    Sim, tenho Face. Qual a sua dúvida? Não pode ser compartilhada aqui no Blog? Vá que seja dúvidas de outras pessoas também!
    Vamos trocar experiências!
    Mas, olha nessa página do Blog, no lado esquerdo da tela superior, há um atalho para o meu Face! ;)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. oi, tenho uma dúvida, estou na minha 2ª gravidez e cerclada pela 2 ve, hoje faz 5 dias q realizei a cerclagem, so q estou preocupada na minha primeira cerclagem tomei inibina desde a cerclagem ate o parto, dessa 2 cerclagem a medica não me receitou absolutamente nada, so repouso, vc tomou algum medicamento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marcela! Bem vinda ao Blog!
      Só tomei medicamento para controlar a pressão arterial mesmo. Mas tenho amigas que fizeram uso do Inibina e do Ultrogestan até o fim da gestação. Pra mim, a médica não achou necessário! Elas avaliam a gente, né? Cada caso é um caso... Mas, pelo que eu percebi, na primeira, ela passa mesmo esses medicamentos... O meu caso foi assim!
      Tudo de bom nessa sua fase e tenha um repouso tranquilo! Volte mais vezes. Beijinhos!

      Excluir
  9. Ola Carlene,vim aqui deixa meu depoimento,meu nome é Cristiane tenho 25 anos estou na minha 4°gravidez as tres anteriores foram abortos,na primeira perdi com 16 semanas,e nada foi me falado o q eu poderia ter,na segunda perdi com 20 semanas e nada foi me falado,na terceira gravidez fui um dia fazer um ultrassom quando falei para o medico do meu historico na hora ele me disse q eu tinha "incopetencia" fiquei assustada pois nunca tinha ouvido falar nisso,fiz um convenio e falei para o medico q me acompanhava sobre isso,ele nao deu a minima,falou q eu perdia por ganhar muito peso na gravidez,me passou uma dieta super rigorosa q segui ao pé da letra,com medo de acontecer novamente,com 26 semanas perdi meu bebe,passei pelo processo de um parto foi muito dolorido tanto fisicamente como emocionalmente,e no hospital a medica q cuidou de mim,realmente confirmou q eu tinha “incopetencia" fiquei arrasada pois o medico anterior foi muito imprudente em nao dar bola para o meu caso,hoje dia 14/01/2014 estou na quarta gestacao com 15 semanas,descobri ja com 9 semanas e por acaso,pois eu tenho policistos e fui fazer um transvaginal para ver como estava,quando descobri essa surpresa,fiquei felizssima e ao mesmo tempo preocupadissima,nao sabia o q vinha pela frente,ou melhor ja sabia neh,fui correndo ao posto de saude,ja fui falando com a responsavel do posto sobre o meu.caso ja correram,marcaram uma consulta para mim,com a medica de alto risco,soh q por mais q eles tentem ser rapidos ainda sim nao eh tanta rapidez quanto eu precisaria,enfim dia 24/01/14 vou passar no.medico para ver se vai ser msm preciso me cerclar,o q provavelmente sim,soh estou com medo por ja estar com 15 semanas e ateh.lah ja estarei com 16 e nada ter sido feito ainda,mais estou com fé em Deus q dará tudo certo,estou com medo de nao dar tempo,mais o.senhor vai me ajudar,voltarei aqui novamente para dizer como foi,obrigado por nos consceder esse espaço para desabafarmos bjos fica com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristiane. Sei bem tudo o que você está sentindo, o medo de passar pela dor da perda mais uma vez. Você, como eu, caiu em mãos de médicos incompetentes que não entendem nada de medicina de alto risco. Mas tudo isso nos serviu para termos mais fé e confiança em Deus, não foi?
      Vai dar tudo certo desta vez, como já está dando, pois agora você está com uma equipe que trata de gestações de alto risco. Não se preocupe, dará tempo! Até a 20ª semana pode ser feita a cerclagem, que é lógico que você terá que fazer.
      Até lá, evite esforço, evite subir e descer escadas, se agachar, pegar peso, evite até relação sexual. Deus te abençoe, te acompanhe e teu anjo da guarda te proteja. Estou torcendo por você.
      Obrigada por ter vindo em meu Blog. Volte sempre!
      Beijos no coração.

      Excluir
    2. oi Carlene,sou eu a Cris de volta,hoje passei em uma consulta com um ginecologista ótimooo,ele me examinou dos pés a cabeça,conversou muito comigo,tirou minha duvidas,e por fim disse q eu nao poderia fazer a cerclagem por estar ja com 17 semanas,e ele disse q esse procedimento soh poderia ser feito até 16 semanas,chorei igual criança pedi pelo amor de Deus q ele fizesse algo para me ajudar,q eu precisava muito fazer essa cerclagem, pois bem ele se comoveu,e imediatamente ligou para um hospital q ele trabalha e conversou com os responsaveis de lah ver se era possivel eu fazer ainda,graças a Deus ''SIM" sera possivel, dia 28 farei a cerclagem,msm ele me deixando a par dos riscos,q corre o risco de a bolsa estourar,de a cerclagem em si nao funcionar como deveria e o utero a romper do mesmo jeito,mesmo eu sabendo de tudo isso,quero correr o risco porque o risco eu vou correr de qualquer forma,soh q o Deus q eu creio eh maior q todos esse obstaculos,obrigado Carlene voltarei para dar mais noticias beijos...

      Excluir
    3. Oi, Cris! É hoje a cerclagem, não é? Já deve estar se preparando e ansiosíssima!
      Graças a Deus que ele se comoveu, e você está certa: risco você vai passar mesmo sem cerclar! Então, se há a possibilidade de cerclar, porque não, não é?
      Vai dar tudo certo. Deus estará operando pelas mãos dos médicos e você vai vencer!
      Estou na torcida e volte com mais notícias!
      Deus te acompanhe.

      Excluir
    4. oiii Carlene fiz a cerclagem dia 28 e graças a Deus deu tudo certo,mais depois da cirurgia me deu cefaléia pós raqui,passei por um outro processo cirurgico,tiveram q injetar meu sangue no mesmo local da raqui,fui sair msm do hospial dia 01/02/2014 mais valeu a pena toda dor,todo sofrimento,pois sei q terei minha recompensa,e ela ja esta crescendo na minha barriga =),agora soh resta saber qual eh o sexo,voltarei para dar mais noticias beijos amiga =) ass: Cris

      Excluir
    5. Graças a Deus! Torço por vocês.
      Deus abençoe a vc e o seu ventre.
      Beijos.

      Excluir
  10. Oi Carlene, também sofri a perda de um bebê com mais de 16 semanas....Incompetência e Negligência médica....Internei na madrugada de domingo a 1:00hr com sangramento, o médico de plantão constatou que até então, o colo do útero estava fechado, ligou para o GO de plantão imediatamente, mas o incompetente só apareceu pra me ver as 11hs do dia seguinte...Infelizmente o saco gestacional já estava começando a sair, pois meu útero acabou dilatando...Ouvi coisas horríveis, que estava perdendo pq meu bebê poderia ter vários problemas...Anomalia genética, falta de cérebro, etc...etc....Fiz questão que o feto e minha placenta fossem mandados para análise, a qual constatou que meu bebê e minha placenta estavam perfeitos, nenhum problema sequer...Só depois vim saber que poderia ter sido feito esse procedimento...Não vejo a hora de engravidar novamente, sonho em ser mãe...Só que dessa vez tenho mais informação...Obrigada por expor suas experiências...Embora doloridas pra vc, com certeza está servindo pra ajudar algumas pessoas que como eu não sabia desse procedimento...Obrigada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andrea, sinto muito por sua perda. Sei o quanto dói e lembrar, realmente, faz reviver todo o drama. Mas a gente "supera" e pede a Deus força para suportar e esperança que na próxima dê tudo certo.
      Com você vai ser assim, você vai engravidar, com a graça de Deus, vai fazer a cerclagem, e em 9 meses, vai estar com sua bênção nos braços.
      Quando isso acontecer, vem aqui contar as novidades!
      Beijos no coração!

      Excluir
  11. Carlene boa tarde!

    Com qts semanas estava quando passou pela Hellp?! Eu perdi minha primeira filha com 23 semanas 2 2 dias pois tive hellp ira fazer 1 mes no domingo do parto...queria saber se na sua segunda gestacao teve algum indicio da hellp e com qts semanas nasceu seu bb!?
    Eh mto bom ler historias de quem venceu a hellp!!!!
    Obrigada

    Rafaela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafaela, fiz a Hellp com 28 semanas. Minha médica acredita que não foi identificada a minha síndrome nas gestações anteriores porque perdi antes dela se manifestar.
      Heloísa nasceu de 37 semanas e 5 dias, não tive sinal algum de que teria a Hellp de novo, mas fui medicada do início ao fim da gravidez com Ácido acetilsalicílico e Heparina Sódica!
      Sim, eu venci a hellp e, de fato, posso afirmar, nesta 5ª gravidez não estou sentindo nadaaaa!
      Beijos e obrigada.
      Volta sempre, tá.

      Excluir
    2. Carlene como disse postei seu blog e a sua historia para as meninas do grupo no facebook obrigada por dedicar seu tempo em colocar coisas boas na internet pois infelizmente a maioria so coloca coisas ruins! Harthur esta chegando! orando sempre por vcs!

      Excluir
  12. Ver situações como a sua me encoraja muuuito. tb perdi 2 bebes e to com 11 semanas do 3º e cerclagem marcada para dia 6.medo.

    ResponderExcluir
  13. Oi, profª Kélia!
    O medo é inevitável, afinal, as suas duas experiências anteriores foram frustrantes. Também tive muito medo quando engravidei pela 3ª vez, de Heitor, e tive que cerclar. Tudo era novo para mim. Mas, assim como eu, você também vai ter sucesso nessa. Faça a sua cerclagem, que é um procedimento simples e indolor (algumas poucas mulheres se queixam de cólicas após a cirurgia, mas eu mesma não senti nada em nenhuma das 3!), mantenha seu repouso, tome os medicamentos necessários e, antes de tudo, fé em Deus! Vai dar tudo certo.
    E volta para contar as novidades!

    P.S.: Nas próximas gestações, o medo já será quase que inexistente, pois você verá que é capaz! ;)

    ResponderExcluir
  14. Oi bom dia hj esta fazendo uma semana que perdi meu bb estava de 4 meses e vc melhor que ninguem sabe o que estou sentindo e o medico disse que da proxima vez preciso fazer a cerclagem ,vou esperar os meses que for preciso e tentarem de novo ,estava tao desanimada mas convenco que me senti mais confiante ao ler a sua estoria parabens pelos seus filhotes

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelos seu bebês. Sua e outras histórias de caso de IIC estão me dando forças e com vontade de lutar pelo meu sonho, pois tive duas perdas um com 16 e o outro com 15 semanas e o médico disse que foi uma fatalidade, disse que fosse como o bebê tivesse unha e estourasse a bolsa. Procurei outro médico que me passou vários exames e um deles foi a VideoHisteroscopia o médico descobriu que eu tenho a IIC e isso pode ta causando minhas perdas. Se for só isso se Deus quiser vou tomar todas as precauções para não ter uma terceira perda. Parabéns pelo seu Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Lizandra. Obrigada por sua participação. Desculpe demorar tanto a responder.
      Como vc está? Já de bebê à caminho?

      Excluir
  16. Oi Carlene, fico feliz pela sua família grande e abençoada! Em dezembro de 2014 eu tive um parto prematuro com 23 semanas e minha bebezinha veio a falecer dois dias depois. Hoje estou grávida novamente de 10 semanas, porém o meu médico me pediu para fazer o ultrassom da translucência nucal e medida do colo do útero, e dependendo dessa medida ele não irá indicar a cerclagem para não me expor a risco desnecessário. Fiquei muito triste com este posicionamento dele, já que fiz duas cirurgias no colo do útero anteriormente e isso com certeza afinou o colo. Não quero ter que sofrer de novo. Escrevi mais para desabafar com alguém que já passou por isso. Beijos!! Shirley.

    ResponderExcluir
  17. Oi...

    Qual foi o tratamento na segunda gravidez, depois da pré eclâmpsia?

    Obrigada

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita! Sua opinião é muito importante para mim. Não deixe de comentar e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...